Este livro começou a nascer há algumas décadas, quando certas perguntinhas “biológicas” sobre paixão, amor, sexo e desejo começaram a se tornar teimosamente insistentes. Primeiro elas surgiram (junto com uns hormônios...) na minha cabeça de adolescente, continuaram na de estudante de medicina
durante as aulas de fisiologia humana, depois seguiram mais complexas durante minha vida de professora e pesquisadora na Universidade, onde questões intrigantes e “sem-vergonhas” - sobre emoções e sexualidade humana - eram feitas por alunos curiosos de medicina, odontologia e biologia.

Entretanto, quando iniciei minha atividade médica na área de sexualidade humana na indústria farmacêutica, tais dúvidas explodiram na forma de “curiosidade científica”. Além disso, as minhas experiências amorosas, as de amigos e colegas (incluindo ou não as “bobagens por amor”...), contribuíram definitivamente para aumentar a lista de perguntas – o que me inspirou e entusiasmou a entrar, definitivamente, de “cabeça e coração” na biologia do amor.

Ademais, escrevi este livro porque sou médica e também pela fascinação que o corpo humano exerce sobre mim. Como sou fisiologista, me intriga saber sobre os mecanismos biológicos que mantêm a vida dos seres humanos e anseio por compreender de que modo o nosso corpo reage às vivências diárias e às emoções, especialmente a mais intensa que temos na vida: o amor.

Existem muitas questões que povoam a cabeça de todos nós quando o tema é paixão, amor e sexo. No entanto, entre elas há algumas perguntas essenciais: por que nos apaixonamos (ou não) por “aquela” pessoa? Quanto tempo dura a paixão e por quê? Sexo é fundamental para transformar a paixão em amor? A infidelidade tem ex-plicação biológica? Quem se apaixona tem estresse? O que acontece no cérebro quando há um rompimento amoroso? Por que ter uma relação estável é saudável? E, finalmente, por que pessoas inteligentes entram em relacionamentos “furados”? Aliás, todos conhecem aqueles casos da paixão fulminante, onde pessoas que mal se conhecem logo vão morar juntas e, depois de alguns meses, se perguntam: “Mas o que eu estou fazendo aqui?”.

O livro “Sexo, Amor, Endorfinas & Bobagens” pode ajudar você a se compreender melhor e a ”lidar” de maneira um pouco mais “racional” com as dúvidas, conflitos e desatinos do início de uma paixão. Além de entender melhor os apaixonados que estão próximos: filhos e netos adolescentes, pais, amigos e colegas. Se tivermos consciência dos elementos biológicos que compõem o amor, talvez possamos evitar ou prevenir situações dramáticas que geram consequências nada agradáveis para os amantes.

O conhecimento adquirido com esta obra pode oferecer a você novas possibilidades de “reflexões amorosas” provando que, sem dúvida, vale a pena vivenciar essa emoção única. E, uma vez experimentada, este livro irá, talvez, ajudá-lo(a) a perpetuá-la por meio da construção sólida de um amor que amadurecerá com tempo, dedicação, carinho, amizade, respeito e tolerância.

E no final, a obra traz um checklist para avaliar seu relacionamento (atual ou futuro), e o estimula a refletir sobre a possibilidade de sua paixão dar certo e se transformar em amor.

Você pode conhecer um pouco mais o livro "Sexo, Amor, Endorfinas & Bobagens", fazendo do download do Capítulo 1.

Anexos:
ArquivoDescriçãoTamanho do arquivoÚltima alteração
 capitulo-1.pdfAmor & Bobagens - Capítulo 1 225 Kb01-06-2010 18:40
 

Enquete

Quantas vezes você já se apaixonou?