Como encontrar a cara-metade?

Você deve (ou deveria) saber: Príncipes não caem do céu ou batem na sua porta: os sapos estão por toda parte, entretanto, o difícil é descobrir onde está o exemplar disponível e interessante para o beijo - e a tão desejada transformação em namorado. Por isso, na hora de buscar o candidato, seja pró-ativa. Procure centralizar suas investidas em atividades que você goste de fazer, assim as afinidades podem ajudá-la a encontrar e construir relacionamentos mais duradouros.
 
  • Primeiro, dê uma atenção especial ao seu visual. Saiba como as pessoas vão vestidas numa festa, curso, bar, clube, encontro de blogueiros etc;
  • Faça uma lista das atividades que você gosta de fazer, por exemplo: um esporte (se for andar de bicicleta, faça passeios pelas ciclovias de sua cidade, especialmente, nos fins de semana; ou uma caminhada no parque nas horas de maior movimento); leitura e cinema (pesquise lançamentos de livros e pré-estréias sobre temas que você gosta e frequente livrarias e cinemas nesses eventos); faça cursos (fotografia, mecânica básica para carros; como dirigir um jipe; iniciação em golfe, etc); viagens (comente matérias e posts de blogs sobre viagens e participe de encontros de confraternização dos grupos).
  • Se você gosta de cachorros ou tem um “amicão”, leve-o para passear em “points caninos” como praças, parques, pet shops e encontros específicos.
  • Evite ir sozinha a lugares como bares, festas e baladas. Procure ir com uma amiga. Infelizmente, (e mesmo para os homens) dá a impressão de que a pessoa está desesperada para encontrar alguém ou é “presa fácil”.
  • Os sites de relacionamento também podem ser uma alternativa. Mas como em qualquer lugar, saiba escolher e separar os pré-candidatos que só querem sexo daqueles que desejam algo mais sério.
  • Se você gosta de trabalho voluntário, identifique algum que gostaria de participar.
  • O local de trabalho pode ser uma oportunidade para encontrar alguém interessante, porém tenha cuidado. Evite, sobretudo, pessoas que trabalham no mesmo departamento e que sejam chefes ou subordinados, afinal não custa lembrar: assédio sexual é crime no Brasil.

     

 

Enquete

Quantas vezes você já se apaixonou?