Checklist do amor

Realizar uma avaliação antes de mergulhar de cabeça ou cair de quatro num relacionamento amoroso pode evitar muitos dos problemas provocados pelas emoções intensas e avassaladoras que cegam, emudecem, ensurdecem e até ‘”emburrecem” temporariamente os amantes.

Lembre-se que o custo de um desastre num relacionamento é alto. Ainda que uma separação seja algo comum, ela em regra é sempre uma experiência desastrosa e tem um custo emocional elevado, isso sem falar na despesa financeira, despendida em reuniões desagradáveis com advogados, insatisfações na família, incidentes com filhos entre outros.

Esta autoavaliação aqui proposta tem como objetivo fundamental oferecer uma maneira prática de se verificar detalhadamente os principais itens que compõem nossa vida pessoal, social, familiar e profissional, especialmente quando ela se entrelaça com a de outra pessoa de forma tão próxima e profunda como na paixão. Ela poderá auxiliá-lo de modo a evitar as principais divergências que levam à separação do casal, além de identificar pontos fortes e fracos do relacionamento e, consequentemente, avaliar se vale à pena seguir em frente com o relacionamento.

Segue abaixo uma pequena “amostra” do Checklist do Amor. O conteúdo na íntegra você encontrará no meu livro: “Sexo, Amor, Endorfinas & Bobagens” (Editora Novo Século, São Paulo, 2010).

1ª Etapa ou Atração e Endorfinas
  • Você se sente plenamente atraído sexualmente por seu parceiro?
  • Você se sente tratado com respeito por seu parceiro?
  • Você faz uma avaliação inicial positiva do seu parceiro em comparação aos parceiros anteriores?
  • Você observou algum “comportamento estranho” do seu parceiro ou algo que lhe incomodou?
  • Você sabe do que vive seu parceiro (profissionalmente)?
  • Você sabe onde ele reside?
  • Você tem plena confiança em deixar a chave de sua casa com seu parceiro?
  • Você já tem uma ideia de como é o relacionamento dele com a família (pais, irmãos etc.)?
  • Você tem ideia sobre o nível econômico dele?
  • Você acha que há compatibilidade entre o seu nível econômico e o dele?
  • O parceiro foi sexualmente responsável para evitar gravidez e doenças sexualmente transmissíveis?
  • Ele ou ela se propuseram espontaneamente a fazer um teste de HIV (exame laboratorial que detecta o vírus da Aids no sangue)?
  • Ele ou ela se propuseram a conversar sobre a utilização ou não de métodos anticonceptivos (preservativo, pílulas etc.)?
  • Se decidiram deixar de usar o preservativo, essa atitude foi de comum acordo entre o casal?
 


Enquete

Quantas vezes você já se apaixonou?